Tem um caminhão vindo em nossa direção, devemos desviar ou seguir em frente?

Tem um caminhão vindo em nossa direção, devemos desviar ou seguir em frente?

Colega de sindicatura quero lhe propor uma reflexão: imagine que o condomínio em que você atua é um ônibus lotado e você está na condução. Em uma determinada estrada, vindo em sua direção, percorrendo o sentido contrário, vem o caminhão da demanda

Você, assim como o condutor do caminhão da demanda são forçados a decidirem entre duas opções: sair da estrada no momento do encontro, ou permanecer na estrada contando que o outro decida sair. Sendo que aquele que permanece na estrada, quando o outro desiste, sai vitorioso e consegue chegar ao seu destino. Se ambos permanecem na estrada é o fim de jogo para todos, colisão fatal. E se ambos saem para o acostamento é empate, onde é dada a opção de recomeçar o jogo.

Pode parecer sem sentido essa proposição na ótica da sindicatura, mas são proposições que vários setores como economia, política, filosofia, ciências militares e o mundo corporativo se apoiam para formar os seus líderes e impactar o ambiente em que atuam.

Está mais que consolidado o entendimento que a função de síndico é muito mais do que pagar contas, aplicar multas e convocar assembleias. É estar capacitado para tomar as decisões que proporcionarão o melhor para a massa condominial.

Voltando a nossa reflexão, gostaria de me apegar a um ponto. A importância da conexão. Se os condutores dos veículos pudessem se comunicar e pactuar uma alteração de rota, onde ambos direcionassem o mesmo destino, teríamos a melhor solução do problema. Anulando assim o risco do impacto e a fatalidade da colisão. Fica claro que o maior número de interações entre os “players” do mercado condominial proporcionarão melhores e mais seguras opções para todos.

Outro ponto a se abordar é que estamos vivendo um momento em nosso setor em que muitos ainda estão buscando a resposta certa entre as opções sair ou continuar na estrada. É preciso massificar o entendimento que o eixo deve ser mudado e o equilíbrio está na conexão e proposições de novas alternativas que afastem a possibilidade do impacto.

A sindicatura é uma estrada que não dorme, as demandas não costumam parar no acostamento, sempre haverá um caminhão vindo ao nosso encontro e para não colidir com ele é preciso o apoio de meios que nos ajudem a conectar e pactuar as rotas, sejam estes meios as associações, informativos, eventos e influências.

Rogério de Freitas é graduado em Administração de Empresas, pós-graduado em Marketing e Gestão Empresarial e Síndico Profissional.

  • Gostou do conteúdo? Indique a um amigo!
SELECT i.*, CASE WHEN i.modified = 0 THEN i.created ELSE i.modified END as lastChanged, c.name AS categoryname,c.id AS categoryid, c.alias AS categoryalias, c.params AS categoryparams, u.userName AS nomeColunista , u.image AS imgColunista , u.userID AS idColunista FROM #__k2_items as i RIGHT JOIN #__k2_categories c ON c.id = i.catid LEFT JOIN #__k2_users u ON u.userID = i.created_by WHERE i.published = 1 AND i.access IN(1,1,5) AND i.trash = 0 AND c.published = 1 AND c.trash = 0 AND ( i.publish_up = '0000-00-00 00:00:00' OR i.publish_up <= '2021-11-28 10:50:28' ) AND ( i.publish_down = '0000-00-00 00:00:00' OR i.publish_down >= '2021-11-28 10:50:28' ) AND i.catid=17 AND i.catid IN(17) OR i.id IN (SELECT itemID FROM #__k2_additional_categories WHERE catid IN(17 ) )  ORDER BY i.id DESC LIMIT 0 , 1
Acesse sua Administradora