Economia burra

Economia burra

Preciso contar esta história pra vocês. Hoje um morador me procurou pra falar sobre as finanças do condomínio. Na verdade, acho que ele estava mais preocupado com as finanças dele. Sim, uma coisa interfere na outra. Porém ele tentou me convencer a promover economia com manutenção. Olha as sugestões que ele me deu:

“O próprio zelador poderá fazer a dedetização”, inclusive ele chegou a me dizer que ele sabe onde compra os venenos sem precisar de nenhuma documentação. E não parou por aí, sugeriu que se desligasse o aquecedor da piscina durante a noite, assim como sugeriu que o tempo em que o filtro da piscina permanece ligado.

Tentei argumentar que o risco de um funcionário se intoxicar executando uma tarefa em que ele não tem treinamento e nem autorização é muito grande e não vale a economia. Pra esse tipo de serviço é necessário que seja empresa, ou autônomo especializado, que tenha os cursos e autorizações necessárias, bem como que possa emitir os certificados de que esses serviços foram feitos. Quanto à piscina, imaginem a temperatura da água caindo durante a noite e ao ligar de manha terá que trabalhar com mais força pra recuperar, capaz de gastar ainda mais. Diminuir o tempo de filtragem da água, em época de uso constante das piscinas é um tiro no pé, pois pra manter a água limpa teria que gastar mais em produtos químicos.

Resumindo, ele queria que eu prometesse que baixaria a taxa do condomínio e com sua peculiar boa vontade me fez essas sugestões e mais algumas que nem eu quis mencionar aqui.

O que as pessoas não entendem é que o condomínio deve seguir os 3 “S”: Saúde, Segurança e Sossego. Se um desses três itens não estiver de acordo, o condomínio e consequentemente o patrimônio dos condôminos será desvalorizado.

A saúde tem a ver com a manutenção, limpeza e conservação de todos os espaços equipamentos, estrutura e tudo mais. A segurança consiste em tornar o ambiente e a propriedade segura, tanto com relação à invasores, como em relação a acidentes ou intempéries que podem causar danos ao patrimônio e às pessoas que ocupam o ambiente. Quanto ao sossego, ah, o sossego! Tão bom um condomínio onde a harmonia e a paz reinam entre todos. Onde os vizinhos se dão bem, onde as regras são seguidas, ondem os funcionários são comprometidos e respeitados. Ou seja, esse “S” não interfere diretamente nas contas do condomínio, mas é muito importante que seja percebido e isso é resultado direto da conduta do síndico.

Enfim, a economia e redução de taxas nem sempre é um melhor caminho. O que se espera do síndico é que as despesas sejam justificadas, os recursos otimizados, mas tudo isso de forma consciente com muita razoabilidade, pois só isso vai garantir resultados sustentáveis.

Martinha Silva é escritora, graduada em Administração, especialista em Gestão de Pessoas e gestora condominial em Itajaí.

  • Gostou do conteúdo? Indique a um amigo!
SELECT i.*, CASE WHEN i.modified = 0 THEN i.created ELSE i.modified END as lastChanged, c.name AS categoryname,c.id AS categoryid, c.alias AS categoryalias, c.params AS categoryparams, u.userName AS nomeColunista , u.image AS imgColunista , u.userID AS idColunista FROM #__k2_items as i RIGHT JOIN #__k2_categories c ON c.id = i.catid LEFT JOIN #__k2_users u ON u.userID = i.created_by WHERE i.published = 1 AND i.access IN(1,1,5) AND i.trash = 0 AND c.published = 1 AND c.trash = 0 AND ( i.publish_up = '0000-00-00 00:00:00' OR i.publish_up <= '2021-04-20 08:47:37' ) AND ( i.publish_down = '0000-00-00 00:00:00' OR i.publish_down >= '2021-04-20 08:47:37' ) AND i.catid=17 AND i.catid IN(17) OR i.id IN (SELECT itemID FROM #__k2_additional_categories WHERE catid IN(17 ) )  ORDER BY i.id DESC LIMIT 0 , 1
Acesse sua Administradora