Calçamentos ecológicos ganham mais espaço

O sistema facilita a infiltração da água de chuva no solo, reduzindo os alagamentos.
  • 01/Abril/2014 - Cesar Dias
Calçamentos ecológicos ganham mais espaço

 

Pela cidade de Florianópolis já é possível perceber como espaços gramados estão ganhando cada vez mais lugar nas calçadas. A Avenida Beira Mar Norte foi uma das primeiras a ganhar árvores nesses locais e o benefício hoje é evidente para qualquer um que caminhe ou passe por lá.

Com o crescimento desenfreado das cidades, o cimento foi tomando o lugar dos ralos naturais para o escoamento das águas da chuva; ao mesmo tempo, as galerias pluviais, muitas vezes tomadas por detritos de todos os tipos, não dão conta da vazão e o resultado, claro, são as ruas alagadas a cada chuva mais forte.

As chamadas calçadas ou pavimentos ecológicos são uma tendência que vem tomando volume nos grandes centros e sua principal vantagem não é apenas embelezar as ruas quebrando a monotonia do asfalto. Compostas de pavimentos permeáveis com concreto e grama, jardim e árvores, elas facilitam a infiltração da água de chuva no solo, reduzindo os alagamentos.

Já existem diversos tipos de calçadas ecológicas no mercado, as mais comuns são as que intercalam áreas gramadas com outras partes em alvenaria, e as de concreto intertravado, que são construídas com blocos pré-moldados de cimento prensado que se encaixam, mas deixam uma pequena fresta entre si permitindo o escoamento da água.

“Os dois modelos têm a mesma função: permitir que o solo absorva maior quantidade de água de maneira natural, diminuir o volume despejado nas ruas da cidade que são destinados às redes pluviais já saturadas, e a velocidade das águas da chuva em direção aos córregos e rios. Também são muito eficientes na diminuição da temperatura nesses locais, uma vez que não absorvem tanto calor como o asfalto”, explica a arquiteta Vanessa Marinho.

Custos

Em Florianópolis, condomínios e repartições públicas já estão recebendo esse modelo de pavimento e algumas cidades já estão adotando esse tipo de calçamento como padrão e criando projetos de lei para regulamentar sua utilização, como em Presidente Prudente, no interior do Estado de São Paulo.

Mas a relação de custos e benefícios para a implantação de pavimentos ecológicos deve ser bem avaliada por um condomínio. Em edificações que são planejadas com esse tipo de calçamento, os valores acabam diluídos na própria construção, nos outros casos, entretanto, a conta pode sair alta. “Toda a pavimentação existente deve ser retirada e trocada por outra que seja adequada, que realmente permita a absorção das águas”, completa Vanessa.

  • Gostou do conteúdo? Indique a um amigo!
SELECT i.*, CASE WHEN i.modified = 0 THEN i.created ELSE i.modified END as lastChanged, c.name AS categoryname,c.id AS categoryid, c.alias AS categoryalias, c.params AS categoryparams, u.userName AS nomeColunista , u.image AS imgColunista , u.userID AS idColunista FROM #__k2_items as i RIGHT JOIN #__k2_categories c ON c.id = i.catid LEFT JOIN #__k2_users u ON u.userID = i.created_by WHERE i.published = 1 AND i.access IN(1,1,5) AND i.trash = 0 AND c.published = 1 AND c.trash = 0 AND ( i.publish_up = '0000-00-00 00:00:00' OR i.publish_up <= '2021-03-04 11:57:53' ) AND ( i.publish_down = '0000-00-00 00:00:00' OR i.publish_down >= '2021-03-04 11:57:53' ) AND i.catid=17 AND i.catid IN(17) OR i.id IN (SELECT itemID FROM #__k2_additional_categories WHERE catid IN(17 ) )  ORDER BY i.id DESC LIMIT 0 , 1
Acesse sua Administradora