Planejar a venda de um imóvel deve ser organizado com antecedência

Planejar a venda de um imóvel deve ser organizado com antecedência

 

Trocar de apartamento deve ser uma tomada de decisão consciente, por isso é bom ter em mente como se dá esse processo.

A princípio, deve-se pensar como será dado o primeiro passo, será que vale a pena vender o imóvel que já tenho ou usá-lo como entrada no meu novo investimento? Apesar de poder haver uma depreciação no valor do bem, hoje em dia os mercados de vendas e crédito restrito estão gerando um grande movimento de permutas. Antigamente a permuta era evitada por conta dos custos nas taxas de transferência, como cartório e ITBI, porém o hábito de se investir em imóvel tem aumentado e essa modalidade está sendo bem aceita.

Outro ponto importante, é deixar todas as despesas do imóvel pagas, como condomínio e IPTU, evitando que a venda caduque. Ainda assim, existe a possibilidade da comercialização mesmo com algumas pendências, que normalmente são quitadas com o sinal da venda, já que essas despesas precisam estar pagas no ato da escrituração do imóvel em questão. É válido lembrar, que esses fatores não prejudicam a venda, já que imóveis com financiamento imobiliário em andamento podem ser postos à venda. Tudo vai de acordo com a forma como a compra e venda está sendo feita.

A manutenção do imóvel também são pontos favoráveis para a venda; móveis planejados valorizam o espaço em até 10% no valor final e a conservação do espaço pode ser o ponto chave para que este processo seja mais tranquilo e rápido. Mesmo com esses fatores, tudo depende do preço que está sendo pedido e do quanto o comprador está interessado em investir. Algumas pessoas, inclusive, preferem imóveis para reforme, pois assim conseguem economizar para finalizar o ambiente da forma como quiserem.

Se você está pensando em realizar alguns reparos antes e colocar à venda, pense que vale a pena investir no máximo 10% do valor do imóvel, porque um valor maior pode ser difícil de se recuperar mesmo com a venda. Então, o que acaba sendo mais vantajoso é manter o espaço como ele está e conceder essa porcentagem como um desconto na transação de venda.

A parte da documentação sempre parece ser mais chata e complicada, então vamos já pensar nela também. Ao se efetuar a venda, a primeira consulta que o setor jurídico das imobiliárias faz, é analisar se os proprietários não têm restrição no Serasa e se eles possuem empresas em seu nome. Na sequência, são checadas todas as certidões pessoais e ficais, além dos pagamentos de IPTU e Condomínio do imóvel – nos casos que hajam essa despesa. Em qualquer dos cenários, no ato da assinatura do contrato de compra e venda, toda essa documentação deve ser apresentada.

Restrições em nome dos vendedores nem sempre travam o negócio, tudo depende do que se trata. Além disso, existe a possibilidade dos vendedores possuírem mais do que um imóvel, ou bens pessoais que possam garantir eventuais prejuízos financeiros. Por esse motivo, antes de seguir em frente com o processo de venda é necessário consultar todas as informações disponíveis dos vendedores.

Para os casos de locação, as coisas são um pouco diferentes: o imóvel deve estar em perfeitas condições, já que é responsabilidade do locador realizar todos os consertos. É recomendado que o espaço seja toda pintado de branco e que seja feita uma vistoria fotográfica da estrutura física e elétrica, indicando inclusive a voltagem das tomadas. Evitando assim, problemas e discussões que possam atrapalhar o bem comum entre locador e locatário.

Com todos esses passos realizados, é hora de colar para vender e para isso recomendados que o cliente procure uma imobiliária de sua confiança. O trabalho delas será anunciar o imóvel, sem custo algum para o vendedor, em todos os portais imobiliários mais conhecidos e visitados. Além disso, o cliente poderá contar com a assessoria de um corretor especializado que lhe trará garantias para seu negócio.

 

Matéria originalmente publicada em O Taboanense

 

  • Gostou do conteúdo? Indique a um amigo!
Enquete

Para conter a pandemia do Covid-19 quais medidas estão sendo mais difíceis de serem adotadas no condomínio?

SELECT i.*, CASE WHEN i.modified = 0 THEN i.created ELSE i.modified END as lastChanged, c.name AS categoryname,c.id AS categoryid, c.alias AS categoryalias, c.params AS categoryparams, u.userName AS nomeColunista , u.image AS imgColunista , u.userID AS idColunista FROM #__k2_items as i RIGHT JOIN #__k2_categories c ON c.id = i.catid LEFT JOIN #__k2_users u ON u.userID = i.created_by WHERE i.published = 1 AND i.access IN(1,1,5) AND i.trash = 0 AND c.published = 1 AND c.trash = 0 AND ( i.publish_up = '0000-00-00 00:00:00' OR i.publish_up <= '2020-08-08 14:11:13' ) AND ( i.publish_down = '0000-00-00 00:00:00' OR i.publish_down >= '2020-08-08 14:11:13' ) AND i.catid=17 AND i.catid IN(17) OR i.id IN (SELECT itemID FROM #__k2_additional_categories WHERE catid IN(17 ) )  ORDER BY i.id DESC LIMIT 0 , 1
Acesse sua Administradora