Esportes e brincadeiras em condomínio vencem wi-fi liberado

Esportes e brincadeiras em condomínio vencem wi-fi liberado

 

O saguão com wifi liberado fica vazio na maior parte do tempo. No condomínio onde vivem 104 famílias, a preferência é pela quadra. Nem sempre foi assim, porém. Luiza Zaratini, uma das moradoras, conta que não sabia nem mesmo quem eram seus vizinhos.

“Com o passar do tempo e a internet, todo mundo parou de descer para brincar”. A adolescente de 16 anos mora no lugar desde os 2. A iniciativa de retomar as brincadeiras surgiu no ano passado. A mãe dela, Fabiane Zaratini, que é síndica do condomínio, se uniu a outros moradores e programaram uma agenda de atividades.

Segunda tem futebol, terça é de queimada, quarta e quinta mais futebol e sexta vôlei. “O objetivo foi utilizar as áreas do condomínio, integrar as crianças com os pais e com os vizinhos e tirar todo mundo do sofá”, Fabiane conta.

Para dar certo, foi preciso que todos participassem. “Quando as crianças desciam sem adultos, logo desistiam de brincar. Com o adulto elas ficam mais motivadas”, Fabiane explica e vai ao encontro do que dizem os especialistas.

“Os pais precisam estar juntos. O interesse das crianças é pelo que o adulto faz. Não basta dar uma bola, um lego. Precisa de interação”, nas palavras da pedagoga Bianca Correa.

Atenção!

Quando a tecnologia molda a rotina, é preciso mudança extrema. “Nem toda relação é nociva. Mas quando há sintomas de ansiedade, a pessoa não consegue dormir, comer, tocar a vida para estar na internet é preciso procurar ajuda”, explica a psicóloga Carmem Beatriz Neufeld.

O acompanhamento de um psicólogo, em alguns casos, pode ser essencial, mas mudar a rotina também é. Viviane Garnica Miotto também é moradora do condomínio e, com os filhos de 10 e 3 anos, frequentadora assídua das atividades. “Quando é dia de queimada, eles já chegam da escola ansiosos”, conta.

Na casa dela, tecnologia não tem muito lugar. “Nós temos acesso à internet, mas com limites. E eu não preciso mandar parar. Eles mesmo já sabem”, diz.

Além do esporte, os moradores organizam festas temáticas, dias na piscina, programação de férias. “Para mim, a solução está aí: mostrar que existem outras formas de diversão. É bom para os pais e para as crianças”, Viviane diz.

“Assim como as gerações mais antigas têm dificuldade de agir no meio digital, as novas gerações, que têm mais experiências com o digital, precisam aprender a interação com as pessoas”, a psicóloga Carmem complementa.

Para ela, não há vencedores entre esses dois mundos complementares. “Nenhum é melhor do que o outro. O surgimento do digital deveria ser uma possibilidade a mais. Uma relação não deveria substituir a outra. Elas devem coexistir”.

Fonte:http://www.jornalacidade.com.br

  • Gostou do conteúdo? Indique a um amigo!
Enquete

Para conter a pandemia do Covid-19 quais medidas estão sendo mais difíceis de serem adotadas no condomínio?

SELECT i.*, CASE WHEN i.modified = 0 THEN i.created ELSE i.modified END as lastChanged, c.name AS categoryname,c.id AS categoryid, c.alias AS categoryalias, c.params AS categoryparams, u.userName AS nomeColunista , u.image AS imgColunista , u.userID AS idColunista FROM #__k2_items as i RIGHT JOIN #__k2_categories c ON c.id = i.catid LEFT JOIN #__k2_users u ON u.userID = i.created_by WHERE i.published = 1 AND i.access IN(1,1,5) AND i.trash = 0 AND c.published = 1 AND c.trash = 0 AND ( i.publish_up = '0000-00-00 00:00:00' OR i.publish_up <= '2020-08-14 10:41:18' ) AND ( i.publish_down = '0000-00-00 00:00:00' OR i.publish_down >= '2020-08-14 10:41:18' ) AND i.catid=17 AND i.catid IN(17) OR i.id IN (SELECT itemID FROM #__k2_additional_categories WHERE catid IN(17 ) )  ORDER BY i.id DESC LIMIT 0 , 1
Acesse sua Administradora