Gostaria de saber se o condomínio é obrigada a continuar pagando o vale-alimentação para funcionário afastado por doença?

Enviado por : Renato Antunes, síndico
  • Respondido por : Paulo Henrique de Moraes Júnior




  • A-
  • A+

Pergunta: Gostaria de obter esclarecimento sobre a concessão do vale-alimentação a funcionário que em virtude de doença, foi afastado e passou a receber seus benefícios pelo INSS, ficando em pericia médica até dezembro de 2020. O condomínio é obrigado a continuar a fornecer o vale-alimentação a esse funcionário durante esse período de afastamento, já que o mesmo não recebe mais seus proventos do condomínio e sim do INSS?

Resposta: Importante esclarecer, inicialmente, que não existe previsão legal que obrigue o condomínio, na condição de empregador, a fornecer ao seu empregado vale-alimentação e/ou vale-refeição. Isso porque, a concessão desses benefícios calha de previsão em acordo ou convenção coletiva de trabalho e, em algumas situações, por mera liberalidade do empregador.

Caso o fornecimento de vale-alimentação e/ou vale-refeição decorra de acordo ou convenção coletiva, necessário que seja certificado o que esses documentos estabelecem nas hipóteses de afastamento do empregado em virtude de doença. Geralmente as convenções/acordos coletivos não determinam o pagamento desses benefícios durante o afastamento do funcionário, pois são prestados apenas para os dias úteis de trabalho.

A título de exemplo, a convenção coletiva do “Sindicato dos Empregados em Edifícios e em Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis de Florianópolis” (registro no MTE SC 000914/2019), não estabelece a obrigatória de se pagar vale-alimentação e/ou vale-refeição na hipótese de afastamento em virtude de doença.

Por fim, caso o fornecimento de vale-alimentação e/ou vale-refeição ocorra por mera liberalidade do condomínio empregador, a própria administração é quem irá determinar os procedimentos a ser realizados, ou seja, se mantém ou não o pagamento desses benefícios durante o afastamento do empregado.

Geraldo Gregório Jerônimo advogados associados
Paulo Henrique de Moraes Júnior
Advogado – OAB/SC 39.992
(48) 3222 2505

  • Gostou do conteúdo? Indique a um amigo!




  • A-
  • A+
Enquete

Descreva como é a gestão no seu condomínio

Auto Gestão (Não tem auxilio de administradora/contabilidade) - 16.1%
Auto Gestão Assistida (Contrata serviços terceirizados de contabilidade) - 17%
Gestão com empresa administradora - 32.1%
Síndico Profissional (com administradora) - 27.7%
Síndico Profissional (sem administradora) - 5.4%
SELECT i.*, CASE WHEN i.modified = 0 THEN i.created ELSE i.modified END as lastChanged, c.name AS categoryname,c.id AS categoryid, c.alias AS categoryalias, c.params AS categoryparams, u.userName AS nomeColunista , u.image AS imgColunista , u.userID AS idColunista FROM #__k2_items as i RIGHT JOIN #__k2_categories c ON c.id = i.catid LEFT JOIN #__k2_users u ON u.userID = i.created_by WHERE i.published = 1 AND i.access IN(1,1,5) AND i.trash = 0 AND c.published = 1 AND c.trash = 0 AND ( i.publish_up = '0000-00-00 00:00:00' OR i.publish_up <= '2019-11-20 21:55:20' ) AND ( i.publish_down = '0000-00-00 00:00:00' OR i.publish_down >= '2019-11-20 21:55:20' ) AND i.catid=17 AND i.catid IN(17) OR i.id IN (SELECT itemID FROM #__k2_additional_categories WHERE catid IN(17 ) )  ORDER BY i.id DESC LIMIT 0 , 1
Envie uma pergunta
Contato

Campos Obrigatórios *

Acesse sua Administradora