Excesso de procurações nas assembleias

Excesso de procurações nas assembleias

Frequentemente se observa em algumas assembleias condominiais um uso excessivo de procurações outorgadas a uma só pessoa. Tal conduta acaba por prejudicar a finalidade das assembleias, de participação igualitária e em alguns casos o interesse de um se sobrepõe ao interesse do coletivo.

Por vezes, a pessoa que detém um número excessivo de procurações acaba elegendo seus próprios interesses, abstraindo-se dos interesses originários da coletividade, restando a este último grupo buscar em ultima ratio o poder jurisdicional do Estado para resolver a lide.

Seria interessante que a convenção do condomínio estipulasse um número máximo de procurações por representante, dessa forma, além de chamar a todos para participar do ato restringiria a atuação impositiva de um representante.

A nosso ver, a criação desses limitadores traz muitos benefícios aos condomínios na medida em que se valoriza a participação efetiva dos moradores e a devida transparência sobres os atos do síndico, bem como aos assuntos que serão deliberados em assembleia, evitando o desvirtuamento da administração condominial.

Por via de consequência, especialistas em direito imobiliário e gestão de condomínios, vêm firmando posição no sentido de afastar situações pelas quais o síndico ou membros do conselho consultivo, bem como seus parentes, busquem um número indiscriminado de procurações.

Não são raras às vezes, onde o empregado do condomínio sai em busca de outorgas para o síndico ou para os membros do conselho consultivo, agindo, por assim dizer, de maneira conflituosa aos interesses que não são os primários, comprometendo o interesse coletivo. Estas práticas devem ser banidas da convenção e da vida condominial; em outras palavras, produzem-se declarações de vontade que não correspondem à realidade.

Não meça esforços para atrair o interesse e a frequência dos condôminos para participar de maneira contributiva das assembleias.

Társia Smeha Quilião, Advogada atuante há 10 anos na área condominial e imobiliária. OAB/SC 25.376-A

  • Gostou do conteúdo? Indique a um amigo!
Enquete

Para conter a pandemia do Covid-19 quais medidas estão sendo mais difíceis de serem adotadas no condomínio?

Controlar obras em unidades - 12.9%
Utilização de máscara por moradores - 26.4%
Informar condômino infectado - 7.9%
Aplicar as normas de silêncio - 15%
Controlar o uso de áreas comuns - 14.3%
Realização de assembleias - 20.7%
Locação de temporada - 2.9%
SELECT i.*, CASE WHEN i.modified = 0 THEN i.created ELSE i.modified END as lastChanged, c.name AS categoryname,c.id AS categoryid, c.alias AS categoryalias, c.params AS categoryparams, u.userName AS nomeColunista , u.image AS imgColunista , u.userID AS idColunista FROM #__k2_items as i RIGHT JOIN #__k2_categories c ON c.id = i.catid LEFT JOIN #__k2_users u ON u.userID = i.created_by WHERE i.published = 1 AND i.access IN(1,1,5) AND i.trash = 0 AND c.published = 1 AND c.trash = 0 AND ( i.publish_up = '0000-00-00 00:00:00' OR i.publish_up <= '2020-10-27 12:17:26' ) AND ( i.publish_down = '0000-00-00 00:00:00' OR i.publish_down >= '2020-10-27 12:17:26' ) AND i.catid=17 AND i.catid IN(17) OR i.id IN (SELECT itemID FROM #__k2_additional_categories WHERE catid IN(17 ) )  ORDER BY i.id DESC LIMIT 0 , 1
Acesse sua Administradora