Dicas que todo síndico deve fazer para evitar reclamações

Dicas que todo síndico deve fazer para evitar reclamações

Quando algo não funciona em um condomínio todos os moradores irão culpar uma pessoa só: o síndico!

Seja para alugar a casa, receber os parentes ou descansar tranquilo em sua casa, você pode ter certeza de uma coisa: o morador quer o condomínio funcionando.

Então para evitar reclamações, confira essas 5 dicas que a equipe do Reforma Feita fez para você.

1- Cuidar da piscina

Não poderíamos começar com outra dica senão a estrela do verão: A piscina.

O Verão chega e com o calor nada melhor do que aproveitar a piscina do condomínio para se refrescar e conviver com os outros moradores, certo?

É papel do síndico manter a piscina segura, limpa e com abastecimento de água contínuo.

A alcalinidade da água deve estar entre 100 e 120 ppm, o PH entre 7,2 e 7,6 e a quantidade de cloro entre 1 e 3 ppm. Deve-se medir periodicamente e corrigir sempre que necessário.

É necessário adicionar clarificante semanalmente para aguar as sujidades da piscina, acrescentar algicida e limpar as bordas com sapólio e esponja.

Após acrescentar os produtos químicos deve-se ligar os filtros por pelo menos 2 horas.

Lembre-se que a sujeira acumulada no fundo deve ser aspirada uma vez por semana (pode variar com o número de banhistas).

Reforma Feira 1 Site

Mantenha os arredores da piscina sempre sinalizados, não permita pessoas alcoolizadas na piscina, lembre sempre todos os moradores das normas de segurança e faça todos os moradores seguirem as regras da piscina.

Lembre-se que em caso de afogamento, o síndico pode responder judicialmente se for comprovado negligência ou imprudência do mesmo.

Além da limpeza e manutenção da água da piscina, é importante cuidar com os equipamentos dela, confira abaixo como realizar as manutenções.

1.1 Bombas da piscina

  • Verificar se há circulação de água de maneira contínua nas piscina;
  • Verificar se o motor liga quando acionado;
  • Analisar se há ruído excessivo sendo emitido pela bomba;
  • Caso algum dos itens acima esteja ocorrendo em seu condomínio solicite uma empresa especializada para realizar a manutenção específica.

1.2 Filtro da piscina

  • Verificar os indicadores de pressão do manômetro;
  • Analisar se está voltando sujeira para a piscina mesmo após a filtração;
  • Realizar a troca do filtro.

Reforma Feira 2 Site

2- Atentar com a caixa d’água

Ficar sem água em casa já é um grande transtorno, já pensou em um condomínio inteiro?

Verifique também se há pontos de infiltração e inspecione as boias que controlam o nível da água.

Caso for realizar a limpeza da caixa d’água, siga os passos a seguir:

  • Fechar o registro de entrada de água, esvaziar o reservatório, deixando 20 cm de água no fundo e fechar a saída de água, evitando que a sujeira entre pelas tubulações;
  • Lavar as paredes, o fundo e a tampa da caixa d’água com o auxílio de um pano (não utilizar escova de aço, vassoura, detergente ou outros produtos químicos);
  • Retirar a água com resíduos através da tubulação de limpeza, não de saída para utilização doméstica, evitando contaminação da rede hidráulica;
  • Em seguida, secar o fundo com panos limpos, cuidando para que não fique nenhum resíduo ou algo que possa contaminar a água.
  • Com as saídas de água fechadas, encher novamente o reservatório com água até 20 cm de altura. Dissolver, nessa água, 1 litro de água sanitária para cada 1000 litros de capacidade da caixa d’água. Molhar as paredes do reservatório com a mistura a cada 30 minutos, durante 2 horas;
  • Abrir o registro de saída de água para esvaziar o reservatório e enxaguar a caixa d'água para retirar os resíduos químicos;
  • Tampar a caixa d'água, fechando o reservatório com lacre para impedir a entrada de elementos estranhos e abrir o registro de entrada de água para normalizar a utilização;
  • Cabe a empresa que fez a desinfecção ou ao síndico fazer uma análise bacteriológica em laboratório (o laboratório não deve ser da mesma empresa que realizou a limpeza) para verificar a qualidade da água.

Está gostando das dicas até agora? Então que tal conferir um eBook completo - Manual do síndico sobre o assunto que está para download inteiramente grátis!

3- Limpe a caixa de gordura

Imagina o morador em casa vendo televisão, de repente começa um mau cheiro constante!

Sem pensar duas vezes as pessoas iriam furiosas culpar o síndico, então não se esqueça dessa importante dica.

A limpeza da caixa de gordura deve ser feita com equipamentos apropriados de sucção, por isso, é importante a contratação de uma empresa com capacidade técnica para o serviço.

Faça a limpeza a cada 3 meses para você poder dormir tranqüilo sabendo que os moradores estão sossegados.

Reforma Feita 3 Site

4- Limpe a caixa de inspeção

Outra dica muito legal que quase ninguém fala é da caixa de inspeção.

Ela pode resolver problemas de entupimento de esgoto antes de entrar na rede pública e evita as obras quebrando todo o chão.

Então que tal dar uma conferida e pedir para o zelador dos seus condomínios para deixar ela sempre limpa e funcionando.

A caixa pode apresentar em seu interior alguns materiais como plásticos, folhas e galhos que poderiam vir a entupir os canos e causar grandes danos aos moradores.

Recomenda-se realizar a retirada manual desses dejetos a cada 180 dias, em especial antes da alta temporada, para assim garantir um verão sem problemas.

5- Cuidado com a Dengue

Por último e não menos importante, tome cuidado com a dengue.

Se você é daquelas pessoas que acredita que no sul não existe dengue, saiba que várias cidades (principalmente as litorâneas) já apresentam casos e focos de transmissão da doença.

Mesmo que sua cidade não seja uma delas, é sempre melhor prevenir do que remediar!

Mas você sabe todos os cuidados que deve tomar no condomínio para evitar a dengue?

Confira abaixo uma lista rápida com cuidados essenciais para evitar o desenvolvimento da doença:

  • Lixo: embalar garrafas e embalagens e colocá-los de cabeça para baixo;
  • Ralos: colocar tela de 100mm nos ralos ou tampar ralos não utilizados;
  • Piscina: manter a piscina sempre limpa;
  • Calhas: limpar calhas e nivelá-las;
  • Caixas d’água: tampar e manter vedado;
  • Jardins: limpar recipientes acumuladores de água e preenchê-los com areia.

Para identificar focos de proliferação do mosquito transmissor da doença, é recomendável realizar vistorias periódicas em todo o condomínio.

Inclua, na sua vistoria semanal, a verificação de locais propícios ao desenvolvimento do mosquito Aedes aegypti (locais com possibilidade de acúmulo de água).

Assim você garante que todas as áreas do condomínio estarão livres do agente transmissor da dengue, sem esquecer nenhum canto escondido, como o poço do elevador (você se lembrou de verificar se tem água acumulada lá?).

Para manter os insetos e outras pragas longe do condomínio, não se esqueça de realizar a dedetização a cada seis meses.

Exceto se houver uma infestação antes do prazo previsto para o controle de pragas, sendo necessária uma intervenção imediata.

Recorra sempre à uma empresa especializada para o controle de pragas.

Você ainda pode contar com a ajuda dos moradores, afinal, prezar pela segurança é um dever de todos.

Crie o hábito de compartilhar melhorias no condomínio.

Cada vez que você, síndico, ou o zelador fizer uma pequena intervenção, como colocar areia em um vaso de planta, ou retirar um lixo do jardim, compartilhe essa atitude com os condôminos através de um canal fácil, como um grupo de Whatsapp.

Assim você mantém todos cientes sobre a importância de manter o condomínio em ordem e estimula a pró-atividade dos condôminos para manter o próprio lar.

Não se esqueça de elogiar moradores que colaboram para a limpeza e segurança do local, assim você incentiva atitudes semelhantes, e tem menos trabalho, com um condomínio colaborativo.

Se mesmo depois de todos esses cuidados algum morador sentir-se incomodado, você pode sugerir que coloque telas nas janelas e sacadas, para que isole seu apartamento, fazendo uma ótima proteção individual.

Se você gostou desse artigo, confira então o eBook Boas práticas para o verão que foi feito com todas as dicas e manutenções nesta temporada

Ps: Que tal ter um Check-list pronto para imprimir e conferir tudo de forma rápida? O eBook trás um check-list ao final para melhorar sua organização. Ambos estão totalmente grátis.

  • Gostou do conteúdo? Indique a um amigo!




  • A-
  • A+
Enquete

Descreva como é a gestão no seu condomínio

Auto Gestão (Não tem auxilio de administradora/contabilidade) - 16.1%
Auto Gestão Assistida (Contrata serviços terceirizados de contabilidade) - 17%
Gestão com empresa administradora - 32.1%
Síndico Profissional (com administradora) - 27.7%
Síndico Profissional (sem administradora) - 5.4%
SELECT i.*, CASE WHEN i.modified = 0 THEN i.created ELSE i.modified END as lastChanged, c.name AS categoryname,c.id AS categoryid, c.alias AS categoryalias, c.params AS categoryparams, u.userName AS nomeColunista , u.image AS imgColunista , u.userID AS idColunista FROM #__k2_items as i RIGHT JOIN #__k2_categories c ON c.id = i.catid LEFT JOIN #__k2_users u ON u.userID = i.created_by WHERE i.published = 1 AND i.access IN(1,1,5) AND i.trash = 0 AND c.published = 1 AND c.trash = 0 AND ( i.publish_up = '0000-00-00 00:00:00' OR i.publish_up <= '2019-02-20 10:48:51' ) AND ( i.publish_down = '0000-00-00 00:00:00' OR i.publish_down >= '2019-02-20 10:48:51' ) AND i.catid=17 AND i.catid IN(17) OR i.id IN (SELECT itemID FROM #__k2_additional_categories WHERE catid IN(17 ) )  ORDER BY i.id DESC LIMIT 0 , 1
Acesse sua Administradora