Novo conceito deixa condomínios com a "cara" dos moradores

Novo conceito deixa condomínios com a "cara" dos moradores

Empreendimentos investem em projetos direcionados ao perfil e estilo de vida dos condôminos

Escolher onde e como morar é sempre um desafio. Conforto e infraestrutura são algumas das características que incidem nessa decisão. Pensando nisso, construtoras, incorporadoras e empresas de arquitetura têm se unido para desenvolver um modelo de moradia com conceitos diferenciais.

O estilo que já é tendência em outros países começa a ganhar adeptos em Santa Catarina. Com decoração específica e áreas compartilhadas direcionadas às necessidades do público-alvo, o conceito quer garantir que os condomínios tenham a cara dos seus moradores.

Em Florianópolis, o residencial Kanaloa Beach Style, entregue em abril deste ano, tem uma temática toda voltada para o local onde está situado. Ele fica à beira-mar da praia do Campeche. Com 30 apartamentos de cerca de 80 m², o projeto arquitetônico foi todo pensado para o estilo de vida de surfistas. Toda a decoração dos ambientes e as áreas compartilhadas trazem o surfe como tema e buscam atender às necessidades específicas de quem tem um ritmo de vida diferenciado.

“Percebemos que o empreendimento estava localizado em frente a uma praia em uma região em que havia muitos surfistas. Dessa forma buscamos atender às necessidades desse público. Como por exemplo, a academia que não é um espaço fitness comum voltado à musculação, mas sim equipamentos para treino de equilíbrio, resistência e alongamento que são do que o surfista precisa”, revela Geraldo Rossi, sócio-diretor da empresa de arquitetura responsável pelo projeto.

Além da academia, o condomínio também dispõe de um espaço para o surfista preparar a sua prancha, com áreas para trocara roupa de borracha e retirar a areia do corpo e do equipamento antes de acessar as dependências do prédio. A aceitação foi tão grande que as unidades foram negociadas em 12 meses de pré-venda. O sucesso de aceitação do projeto o diretor atribui ao trabalho de análise e pesquisa voltado à composição do conceito.

“Você precisa saber o que o morador daquela região quer. As necessidades dos moradores de Jurerê são muito diferentes dos moradores do Centro. São públicos completamente distintos. Então, essa pesquisa é que vai nos traçar como é o perfil de cada região”, observa. Na mesma linha, a empresa também desenvolve o Hygge Residence:condomínio no Canto da Lagoa pensando em atender a quem gosta de natureza e alimentação orgânica. Em fase de execução, o projeto prevê uma praça suspensa com horta comunitária, ‘telhado verde’, lounges e áreas de coworking.

Administração padrão

Síndica do Kanaloa e moradora do residencial, Bruna Petry comenta que apesar das diferenças na proposta do condomínio, a administração do prédio não difere das demais. “A rotina administrativa não varia muito. Como o prédio é novo, ainda estamos estudando a melhor maneira para o uso dos locais, mas acredito que o desafio seja mesmo encontrar o consenso entre os moradores”, analisa.

Bruna
Bruna Petry é síndica do Kanaloa e pratica bodyboarding

Bruna ainda comenta que, às margens da beira da praia, a conservação do prédio é um desafio. Mas, diante da estrutura que o residencial oferece, manter os cuidados com a limpeza e organização do condomínio fica mais fácil. “O acesso à praia ocorre praticamente todos os dias, então é importante que os moradores sejam responsáveis e tenham o bom senso de manter a limpeza do local.

É essencial que o condomínio disponibilize meios que favoreçam esse cuidado e nesse sentido o Kanaloa dispõe de chuveiro e torneira na área da piscina, além do espaço surf que favorece também a limpeza dos equipamentos, como pranchas e roupas de borracha, inclusive nos dias frios e chuvosos”, exemplifica.

Mas para a síndica, o principal fator positivo do novo modelo de condomínio é o maior número de áreas compartilhadas e ambientes personalizados e de uso coletivo. “Acho que a principal vantagem é justamente o compartilhar, é ter o contato próximo com seus vizinhos e amigos. Dessa forma, deixa de trazer vantagem para uma minoria, e passa a agradar a todos. As áreas comuns de lazer tendem a agregar ainda mais as pessoas, tornando a relação entre os moradores, que no Kanaloa já são ótimas, ainda mais fortalecidas e solidárias”, expõe.

Matéria publicada originalmente em 02/outubro/2017

  • Gostou do conteúdo? Indique a um amigo!




  • A-
  • A+
Enquete

Descreva como é a gestão no seu condomínio

Auto Gestão (Não tem auxilio de administradora/contabilidade) - 16.1%
Auto Gestão Assistida (Contrata serviços terceirizados de contabilidade) - 17%
Gestão com empresa administradora - 32.1%
Síndico Profissional (com administradora) - 27.7%
Síndico Profissional (sem administradora) - 5.4%
SELECT i.*, CASE WHEN i.modified = 0 THEN i.created ELSE i.modified END as lastChanged, c.name AS categoryname,c.id AS categoryid, c.alias AS categoryalias, c.params AS categoryparams, u.userName AS nomeColunista , u.image AS imgColunista , u.userID AS idColunista FROM #__k2_items as i RIGHT JOIN #__k2_categories c ON c.id = i.catid LEFT JOIN #__k2_users u ON u.userID = i.created_by WHERE i.published = 1 AND i.access IN(1,1,5) AND i.trash = 0 AND c.published = 1 AND c.trash = 0 AND ( i.publish_up = '0000-00-00 00:00:00' OR i.publish_up <= '2019-04-18 14:17:36' ) AND ( i.publish_down = '0000-00-00 00:00:00' OR i.publish_down >= '2019-04-18 14:17:36' ) AND i.catid=17 AND i.catid IN(17) OR i.id IN (SELECT itemID FROM #__k2_additional_categories WHERE catid IN(17 ) )  ORDER BY i.id DESC LIMIT 0 , 1
Acesse sua Administradora