As Empresas Juniores no Mercado Condominial

As Empresas Juniores no Mercado Condominial

É difícil imaginar um condomínio que não tenha enfrentado, ou que não enfrente atualmente, problemas nas áreas de Engenharia Civil, Elétrica ou Sanitária.

Sendo uma grande dor de cabeça para síndicos e condôminos, por muitas vezes é difícil encontrar soluções que os resolvam de uma vez por todas. Sem um estudo que identifique exatamente o que causou a situação, é muito possível que reparos superficiais apenas mascarem e futuramente a agravem, o que se configura em um total desperdício de tempo e dinheiro.

Para resolver esse problema de mercado, uma opção que vem cada vez mais crescendo em notoriedade na Grande Florianópolis, sobretudo no mercado condominial, são as empresas juniores de Engenharia da UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina). Aliando as mais novas técnicas da Engenharia à experiência de mais de vinte anos no mercado, estas empresas juniores tornam-se dia após dia uma opção mais viável, tendo, no ano de 2016, realizado mais de 30 projetos para condomínios residenciais ou comerciais.

O Movimento Empresa Júnior surgiu em 1967 na França, chegando ao Brasil em 1988 e em Santa Catarina no ano de 1994, contando hoje com mais de 30 mil membros no mundo todo. Tendo como objetivo fornecer conhecimentos de empreendedorismo e técnico para universitários, os projetos são a principal forma de colocar em prática todos os conhecimentos que são adquiridos dentro e fora de sala de aula. As empresas são geridas pelos graduandos e orientadas por professores especialistas nas áreas de atuação, que acompanham os serviços feitos. Estando inseridas no cenário acadêmico, proporcionam soluções inovadoras em seus produtos, que são atualizados frequentemente conforme as técnicas mais modernas do mercado, proporcionando alta qualidade em seus serviços para alcançar a satisfação de seus clientes.

As três empresas da região que atuam no mercado condominial são: EJESAM (Engenharia Sanitária e Ambiental), C2E (Engenharia Elétrica e Eletrônica) e EPEC (Engenharia Civil).

A EJESAM é uma empresa formada por graduandos do curso de Engenharia Sanitária e Ambiental da UFSC, que realiza consultorias na área promovendo soluções socioambientais de qualidade.

Há mais de 23 anos no mercado, a EJESAM realiza o Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos, que é definido como um documento que descreve e estabelece ações relativas ao manejo do lixo, considerando suas características e riscos. Os procedimentos indicados garantem que a geração de resíduos seja minimizada, contribuindo para o meio ambiente, e que os resíduos sejam adequadamente coletados, armazenados, tratados e transportados para um local correto; evitando a proliferação de roedores e mau cheiro no estabelecimento.

Muitos dos projetos de PGRS já realizados pela EJESAM foram para condomínios, que frequentemente apresentam problemas na logística dos resíduos gerados; garantindo então, uma melhor qualidade de vida aos condôminos. Além disso, a EJESAM também possui serviços como Captação da Água da Chuva, Eventos Sustentáveis e Projetos Hidrossanitários, que incluem Adequação à Rede de Esgoto e Tratamento de Efluentes.

eletrosul

ELETROSUL: empresa a qual a EJESAM realizou um projeto de PGRS no ano de 2016.

A C2E atua no mercado de engenharia elétrica com a qualidade garantida pelo cumprimento das normas técnicas e pela estrutura e base técnica proporcionada pela Universidade. Os serviços oferecidos são: Projetos de Instalações Elétricas(SPDA - pára-raio, Plantas Elétricas, Rebalanceamento de Cargas, sistema de monitoramento, etc), Estudos Técnicos(inspeções, laudos) e Eficiência Energética. A C2E é totalmente gerida por graduandos, e hoje conta com o auxílio de uma professora tutora e de 3 engenheiros já formados, os quais revisam e assinam a ART dos projetos.

Um projeto interessante realizado pela empresa no ano de 2016, foi a consultoria com o Conjunto Habitacional João Machado Fortes. Formado por 15 blocos, o condomínio possui 15 blocos e abriga em torno de 980 moradores. Nele foram realizados dois tipos de projetos: o de CFTV para instalação de câmeras de segurança; e o de SPDA, já que, mesmo sendo um condomínio antigo, ainda não havia sistemas de pára-raios instalados em seus blocos. Para a Dona Cláudia, síndica do Condomínio, realizar uma consultoria com uma Empresa Júnior é fazer uma troca. O condomínio dá a oportunidade aos alunos para se desenvolverem, e estes retornam com conhecimento em forma de projetos.

patrik ao lado da sindica

Na foto acima, Patrik(membro da C2E) ao lado da síndica do Condomínio João Machado Fortes

Por último, o EPEC - Escritório Piloto de Engenharia Civil - é a empresa que atua no ramo da Engenharia Civil, com serviços de consultoria na área de manutenção predial. A empresa atua principalmente com três serviços: Relatório de Patologias (um estudo técnico que analisa os problemas na edificação como fissuras, infiltrações, mofos, corrosão de armadura, etc), Acompanhamento de obras (verificando o andamento da obra, as técnicas e materiais utilizados e o cumprimento do cronograma) e o Manual de Manutenção Predial (fornecendo ao condomínio uma orientação personalizada de como realizar a sua manutenção preventiva, fundamental para evitar o aparecimento de problemas). Cada serviço compreende uma fase diferente da manutenção de um edifício e, quando feitos em sequência, tornam toda conservação da edificação mais eficiente. Além dos três citados, o EPEC também já realizou memorial descritivo, projeto arquitetônico, de acessibilidade, parecer técnico, dentre outros serviços na área da engenharia. No mercado há mais de 22 anos, já foram concluídas mais de 250 consultorias, atendendo majoritariamente condomínios residenciais e comerciais, mas também trabalhando com o poder público e demais segmentos (como restaurantes, shoppings centers, incorporadoras, etc). Um relato do síndico do Edifício Eduardo Luz, Felipe Borges Paes e Lima, demonstra a experiência de trabalhar com a empresa: "Indico a contratação do EPEC porque é uma empresa capaz de demonstrar tecnicamente os problemas que a edificação apresenta, o que permite a realização do reparo de forma correta, eficaz e com menor custo." 

ed eduardo luz

Ed Eduardo Luz

Assim, sabendo que cada vez mais empresas juniores vêm impactando o mercado dos condomínios, pode-se esperar que neste ano de 2017 o número de serviços será ainda maior. Já que o número de clientes ainda é baixo em relação a empresas seniores, as empresas juniores são capazes de priorizar a qualidade de cada projeto e o atendimento personalizado a cada cliente, o que explica, dessa forma, o aumento da procura de serviços realizados por empresas juniores por síndicos na Grande Florianópolis.

  • Gostou do conteúdo? Indique a um amigo!




  • A-
  • A+
Enquete

Como é controlada a portaria do seu condomínio?

Portaria Remota - 13%
Portaria 24 Horas Orgânico - 26.7%
Portaria 24 Horas Terceirizada - 24.7%
Controle de Acesso - 16.4%
Não possuímos - 18.5%

Total votos: 146
A votação para esta enquete foi encerrada em: Junho 6, 2017
SELECT i.*, CASE WHEN i.modified = 0 THEN i.created ELSE i.modified END as lastChanged, c.name AS categoryname,c.id AS categoryid, c.alias AS categoryalias, c.params AS categoryparams, u.userName AS nomeColunista , u.image AS imgColunista , u.userID AS idColunista FROM #__k2_items as i RIGHT JOIN #__k2_categories c ON c.id = i.catid LEFT JOIN #__k2_users u ON u.userID = i.created_by WHERE i.published = 1 AND i.access IN(1,1,5) AND i.trash = 0 AND c.published = 1 AND c.trash = 0 AND ( i.publish_up = '0000-00-00 00:00:00' OR i.publish_up <= '2017-10-24 02:13:16' ) AND ( i.publish_down = '0000-00-00 00:00:00' OR i.publish_down >= '2017-10-24 02:13:16' ) AND i.catid=17 AND i.catid IN(17) OR i.id IN (SELECT itemID FROM #__k2_additional_categories WHERE catid IN(17 ) )  ORDER BY i.id DESC LIMIT 0 , 1
Acesse sua Administradora