O homem que administra uma pequena 'cidade'

Jornal dos Condomínios visita síndico do Edifício Copan em São Paulo
O homem que administra uma pequena 'cidade'

Quem vê o “seu” Affonso caminhando pelos corredores do Copan, edifício símbolo da cidade de São Paulo, nem imagina o trabalho e o prazer que esse síndico tem em administrar um local com população superior a 30% dos municípios catarinenses.

Segundo a estimativa do IBGE para 2017, mais de 100 cidades de Santa Catarina têm menos que cinco mil habitantes – o número de moradores do edifício projetado pelo arquiteto Oscar Niemeyer (1907-2012), cujas obras iniciaram em 1952 e se estenderam pela década de 1960 – só em 1966 o empreendimento foi oficialmente inaugurado.

São 1.160 apartamentos - medindo de 26 a 219 metros quadrados - distribuídos em 6 blocos, e área comercial no térreo com mais de 70 lojas, num total de aproximadamente 115 mil m² de área. 

A fórmula mágica do síndico Affonso de Oliveira, que já trabalhou como prefeito regional na administração de Jânio Quadros, na Assembleia Legislativa e no Palácio dos Bandeirantes, é algo que une muito trabalho, mão firme e uma grande dose de sensibilidade no trato com os 104 funcionários, que ele encara como amigos e não empregados.

É com muito orgulho que ele conta que o edifício possui uma rotatividade de pessoal (turnover) extremamente baixa. “Muitos deles começaram em funções bem simples, mas graças a bolsas de estudo concedidas pela administração, hoje alguns viraram empresários que fornecem serviços ao Copan”, conta. “Recentemente perdemos um empregado, vítima de câncer, que pediu para ser enterrado com o nosso uniforme”, complementa emocionado.

Afonso Sindico Copan

Recuperação do edifício que é a cara de São Paulo foi comandada pelo síndico Affonso

São quase 25 anos como síndico do Copan. Morador desde 1963, ele assumiu o cargo em 1993, quando o local estava num processo acelerado de decadência, em sintonia com a degradação do centro da capital paulista. O edifício tinha deixado de ser um marco do desenvolvimento de São Paulo para se tornar ponto de prostituição e tráfico de drogas e sofrer com problemas elétricos e hidráulicos.

A recuperação não foi uma tarefa fácil. Foi jurado de morte por traficantes e expulsou moradores que se recusavam a seguir as normas internas do prédio. “Sou muito brincalhão, mas quando tenho que exercer a autoridade faço isso com uma certa rigidez, dentro da educação militar que recebi”, afirma.

Reformas 

À frente do Copan, o síndico Affonso promoveu melhorias que mudaram e deram nova vida ao prédio, como a reforma dos 20 elevadores, a ligação de gás e a colocação de interfones em todos os apartamento e lojas – sem ônus adicionais aos proprietários. A receita mensal do edifício gira em torno de R$ 900 mil/mês.

Administrador, o síndico do Copan tem um conhecimento amplo da parte mecânica, hidráulica e elétrica. Não apenas pela experiência adquirida na prática, no dia a dia, mas porque está sempre lendo e pesquisando inovações tecnológicas nessa área, buscando produtos mais baratos, resistentes e duráveis. “Luto pela eficiência e tento tirar o máximo do mínimo. O prédio é muito grande e o custo, bastante elevado. Não pode haver retrabalho: tenho de pensar sempre à frente. Hoje, planejo num horizonte de 100 anos”.

Edificio Copan
O Edifício Copan tem 1.160 apartamentos distribuídos em 6 blocos e 70 espaços comercias no térreo

Com R$ 16 milhões em caixa, o síndico Affonso nesse momento briga pela aprovação da troca de todas as pastilhas da fachada, no total de 46 mil metros quadrados, pelo Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental de São Paulo (Conpresp), autorização necessária para iniciar a obra, já que o imóvel é tombado. 

E qual seria a receita que ele daria aos síndicos depois de passar por tantas histórias? “Claro que precisa ter experiência. Mas o fundamental é a honestidade”. 
Essa dedicação está expressa nos três dias de licença no trabalho, por problemas de saúde, que tirou em todos os quase 25 anos de síndico do Copan e nas férias de no máximo cinco dias que desfruta perto do Natal. Os moradores agradecem!

Saiba mais

- "Copan" é uma abreviação de Companhia Pan-Americana de Hotéis e Turismo, o nome da sociedade feita entre o BNI e a International Hotels Corporation, dos EUA, para construir o conjunto.

- O projeto do Copan concebido por Niemeyer sofreu várias alterações durante a sua execução, o que levou o arquiteto a “renegar” a obra. O síndico Affonso conta que o procurou no Rio de Janeiro, buscando uma aproximação. “Conversamos durante três horas e passei a admirá-lo não apenas como profissional, mas como ser humano”.

- A proposta de Affonso é montar um museu no terraço do edifício. Material para isso não lhe falta: possui mais de duas mil fotos do edifício que retratam a história desde a sua fundação e um arquivo onde ele guarda matérias sobre o Copan, publicadas na imprensa, e recordações e registros que pessoas lhe enviam depois de visitarem o local. 

- O Copan é gerido por um conselho, cujos nomes vêm se repetindo nos últimos 24 anos. Começou com 11 integrantes, mas hoje conta com seis, pois os demais já faleceram. O controle financeiro é rígido, contando com uma auditoria independente, a quem o síndico presta contas a cada 15 dias.

 

SERVIÇOS:

Clique aqui e confira Sistemas Online de Gestão para Síndicos

Clique aqui e confira empresas especializadas em serviços para Condomínios

  • Gostou do conteúdo? Indique a um amigo!




  • A-
  • A+
Enquete

Nos 17 anos do Jornal dos Condomínios, gostaríamos de saber: quem é você, usuário do portal?

SELECT i.*, CASE WHEN i.modified = 0 THEN i.created ELSE i.modified END as lastChanged, c.name AS categoryname,c.id AS categoryid, c.alias AS categoryalias, c.params AS categoryparams, u.userName AS nomeColunista , u.image AS imgColunista , u.userID AS idColunista FROM #__k2_items as i RIGHT JOIN #__k2_categories c ON c.id = i.catid LEFT JOIN #__k2_users u ON u.userID = i.created_by WHERE i.published = 1 AND i.access IN(1,1,5) AND i.trash = 0 AND c.published = 1 AND c.trash = 0 AND ( i.publish_up = '0000-00-00 00:00:00' OR i.publish_up <= '2018-08-15 22:50:13' ) AND ( i.publish_down = '0000-00-00 00:00:00' OR i.publish_down >= '2018-08-15 22:50:13' ) AND i.catid=17 AND i.catid IN(17) OR i.id IN (SELECT itemID FROM #__k2_additional_categories WHERE catid IN(17 ) )  ORDER BY i.id DESC LIMIT 0 , 1
Acesse sua Administradora