O poder da gentileza nas relações de trabalho

O poder da gentileza nas relações de trabalho

Vivemos em um mundo e em um contexto sócio-econômico onde as relações humanas tornam-se cada vez mais interdependentes, onde na mesma medida em que nos implicamos, somos implicados.

Em um condomínio, onde as relações existem relativamente de forma intensa, não podemos esquecer que ali também são criadas, entre outras, relações de trabalho.

E é nas relações de trabalho que se observa esta dinâmica de forma bastante frequente e amiúde, haja vista que todo condomínio possui o seu quadro de colaboradores, que dependem deste empregador, da mesma forma que também seus condôminos dependem da prestação de seus serviços. Portanto, sempre dependemos uns dos outros de alguma forma ou de outra.

Sendo assim, é necessário que sejam desenvolvidas e construídas relações de trabalho no condomínio, com o objetivo de se criar um ambiente e atmosfera harmônicos, de confiança e de respeito entre todos, empregador, colaboradores e condôminos, sob pena destas relações tornarem-se disfuncionais e consequentemente acarretarem transtornos ao próprio síndico, a seus condôminos e a seus colaboradores.

Os vínculos laborais que são criados em um condomínio tendem a ser vínculos bastante específicos, onde os colaboradores desempenham funções específicas em um lugar específico.

Sendo assim, acredito que a melhor forma de se criar uma relação profissional, de respeito e confiança mútuos entre os colaboradores, o síndico e seus condôminos, é primeiramente a delimitação de espaços e “fronteiras” físicos e emocionais, em que os colaboradores possam e devam transitar, pois como se trata de uma relação de trabalho e profissional, é essencial a delimitação destas “fronteiras” nas relações, ou seja, onde exista ao mesmo tempo, um espaço de simpatia, cortesia, cordialidade, respeito e confiança, mas também um espaço fronteiriço, onde cada qual conheça e ocupe seu lugar de direito e dever.

Os vínculos mais saudáveis são aqueles onde existe uma compreensão consciente do espaço e da “fronteira” de cada um em relação ao outro, independente do lugar ou do tipo de relação que se cria e se constrói.

Paradoxalmente, essas fronteiras emocionais e físicas se constroem de forma sólida, com respeito, confiança, empatia, educação, cordialidade e compreensão. Onde os colaboradores sintam-se acolhidos e respeitados em seu ambiente de trabalho, onde se reconheçam como sujeitos, pessoas felizes e tratadas com dignidade são mais produtivas, desempenham melhor suas funções. Não há força no universo que resista à gentileza.

Danilo Lopes é psicólogo clínico e psicoterapeuta de orientação analítica.
danilo.lpz@hotmail.com

  • Gostou do conteúdo? Indique a um amigo!




  • A-
  • A+
Enquete

Descreva como é a gestão no seu condomínio

Auto Gestão (Não tem auxilio de administradora/contabilidade) - 16.1%
Auto Gestão Assistida (Contrata serviços terceirizados de contabilidade) - 17%
Gestão com empresa administradora - 32.1%
Síndico Profissional (com administradora) - 27.7%
Síndico Profissional (sem administradora) - 5.4%
SELECT i.*, CASE WHEN i.modified = 0 THEN i.created ELSE i.modified END as lastChanged, c.name AS categoryname,c.id AS categoryid, c.alias AS categoryalias, c.params AS categoryparams, u.userName AS nomeColunista , u.image AS imgColunista , u.userID AS idColunista FROM #__k2_items as i RIGHT JOIN #__k2_categories c ON c.id = i.catid LEFT JOIN #__k2_users u ON u.userID = i.created_by WHERE i.published = 1 AND i.access IN(1,1,5) AND i.trash = 0 AND c.published = 1 AND c.trash = 0 AND ( i.publish_up = '0000-00-00 00:00:00' OR i.publish_up <= '2019-07-20 04:53:02' ) AND ( i.publish_down = '0000-00-00 00:00:00' OR i.publish_down >= '2019-07-20 04:53:02' ) AND i.catid=17 AND i.catid IN(17) OR i.id IN (SELECT itemID FROM #__k2_additional_categories WHERE catid IN(17 ) )  ORDER BY i.id DESC LIMIT 0 , 1
Acesse sua Administradora