Uma casinha de João-de-Barro, que estava no espaço do ar-condicionado de um apartamento caiu e causou danos ao vizinho de baixo. Quem paga é o morador de cima, ou o condomínio?

Enviado por : Priscila Duarte, Florianópolis
  • Respondido por : Paulo Henrique de Moraes Júnior




  • A-
  • A+

Pergunta: Uma condômina diz que na hora que abriu a janela caiu uma “casinha de João-de-Barro” em cima da caixa do ar-condicionado do morador de baixo. Porém, essa casinha não estava na janela dela e sim no espaço para ar-condicionado não utilizado por ela. A moradora não quer ressarcir o dano causado ao morador e ele quer cobrar do condomínio. Quem tem que pagar a condômina ou o condomínio?

Resposta: Em princípio, a pergunta não deixa bem clara se a queda foi ocasionada naturalmente ou pela ação (voluntária/involuntária) da condômina. A pergunta também não especifica se a caixa do ar-condicionado do morador está devidamente tampada ou não.

Nesse passo, caso a queda da “casa de João-de-Barro”, que estava abrigada no espaço para ar condicionado não utilizado, foi ocasionada por ação da condômina, mediante ação voluntária ou negligente/imprudente, a mesma, por força do artigo 186, ambos do Código Civil, possui responsabilidade civil exclusiva pelos prejuízos ocasionados na caixa do ar-condicionado do morador de baixo.

Art. 186. Aquele que, por ação ou omissão voluntária, negligência ou imprudência, violar direito e causar dano a outrem, ainda que exclusivamente moral, comete ato ilícito.

Agora, na hipótese de a caixa do ar-condicionado da condômina estar devidamente tampada e a queda da “casa de João-de-Barro” ter sido ocasionada naturalmente, a responsabilidade civil de indenizar é do condomínio. Isso porque, consoante o artigo 3º da Lei nº 4.591/64 (Lei do Condomínio), a “casa” estaria abrigada na fachada (área externa) do prédio (pois visível à rua), logo, é responsabilidade do condomínio indenizar o condômino lesado, ante a falta e/ou negligência na sua conservação.

Portanto, caberá ao síndico analisar a situação, para certificar se houve ação voluntária ou negligente/imprudente da condômina para exigir da mesma eventual indenização a outro morador, ou se a “casa de João-de-Barro” estava abrigada na fachada do prédio e sua queda ocorreu por ato natural, sendo de responsabilidade civil, nesse ultimo caso, do condomínio.

Geraldo Gregório Jerônimo advogados associados
Paulo Henrique de Moraes Júnior
Advogado – OAB/SC 39.992
(48) 3222 2505

  • Gostou do conteúdo? Indique a um amigo!




  • A-
  • A+
Enquete

Descreva como é a gestão no seu condomínio

Auto Gestão (Não tem auxilio de administradora/contabilidade) - 16.1%
Auto Gestão Assistida (Contrata serviços terceirizados de contabilidade) - 17%
Gestão com empresa administradora - 32.1%
Síndico Profissional (com administradora) - 27.7%
Síndico Profissional (sem administradora) - 5.4%
SELECT i.*, CASE WHEN i.modified = 0 THEN i.created ELSE i.modified END as lastChanged, c.name AS categoryname,c.id AS categoryid, c.alias AS categoryalias, c.params AS categoryparams, u.userName AS nomeColunista , u.image AS imgColunista , u.userID AS idColunista FROM #__k2_items as i RIGHT JOIN #__k2_categories c ON c.id = i.catid LEFT JOIN #__k2_users u ON u.userID = i.created_by WHERE i.published = 1 AND i.access IN(1,1,5) AND i.trash = 0 AND c.published = 1 AND c.trash = 0 AND ( i.publish_up = '0000-00-00 00:00:00' OR i.publish_up <= '2019-09-20 07:11:58' ) AND ( i.publish_down = '0000-00-00 00:00:00' OR i.publish_down >= '2019-09-20 07:11:58' ) AND i.catid=17 AND i.catid IN(17) OR i.id IN (SELECT itemID FROM #__k2_additional_categories WHERE catid IN(17 ) )  ORDER BY i.id DESC LIMIT 0 , 1
Envie uma pergunta
Contato

Campos Obrigatórios *

Acesse sua Administradora