Escutar com isenção, a arte de resolver conflitos

Em workshop promovido pelo Jornal dos Condomínios, coach e consultor jurídico ensinam como lidar com situações críticas e orientam sobre a hora de acionar um mediador
Workshop promovido pelo Jornal dos Condomínios e Portal CondomínioSC reuniu síndicos, administradores e profissionais de todo o Estado e proporcionou aos participantes aprendizado para respaldar ações diante de situações de conflito em condomínios Workshop promovido pelo Jornal dos Condomínios e Portal CondomínioSC reuniu síndicos, administradores e profissionais de todo o Estado e proporcionou aos participantes aprendizado para respaldar ações diante de situações de conflito em condomínios

Os conflitos sempre existiram na humanidade. Onde há duas pessoas ou mais, existe a possibilidade de choques de ideias e atitudes. No condomínio, não é diferente. Que atire a primeira pedra o síndico que nunca teve de gerenciar um conflito. Umas das principais e mais difíceis demandas de administração condominial foi tema do workshop Gerenciamento e Resolução de Conflitos, promovido no dia 1° de Agosto, pelo Jornal dos Condomínios, no Castelmar Hotel, em Florianópolis.

A parte jurídica da capacitação intensiva foi ministrada pelo consultor jurídico condominial Cristiano de Souza Oliveira, conciliador e mediador privado de São Paulo e autor do livro “Sou Síndico, e Agora?”. As questões comportamentais ficaram a cargo da empresária e master coach Vanessa Tobias, certificada no processo Unleash the Power Within por Anthony Robbins, na Califórnia (EUA).

O advogado Cristiano de Souza Oliveira alertou sobre a necessidade de o síndico saber como identificar um conflito. Exemplos não faltam, como situações de moradores incomodados com alguma situação e que começam a colocar cartas embaixo da porta do vizinho. “Uma questão simples, que se o síndico não intervier, pode virar uma bola de neve e gerar um problema sério”, observa. Em resolução de conflitos, a escuta é fundamental. Segundo Oliveira, é importante criar espaços adequados e “jamais tentar resolver um conflito no calor da emoção”, acrescenta.

Mas há situações mais complexas em que o ideal é chamar um profissional para conciliação até para evitar riscos de ampliar o problema e acabar na Justiça. Um caso que Oliveira trabalhou foi de dois vizinhos que se agrediram por causa de bullying entre os filhos. A mulher de um dos condôminos entrou em contato com o advogado e disse que queria entrar com uma ação judicial contra a vizinha de porta. Oliveira a convenceu a tentar uma mediação de conflito. O condomínio contribuiu cedendo o local para a sessão, as duas famílias participaram e o resultado foi que “as crianças pararam de fazer bullying porque os dois adultos foram jogar bola juntos”, destacou Oliveira.

Foco no resultado
Vanessa Tobias, que também é síndica de um condomínio de casas no bairro Cacupé, em Florianópolis, passou técnicas de lideranças e de administração de conflitos. Em uma série de dinâmicas em grupo, a profissional reforçou a necessidade de ser imparcial ao buscar resolver uma situação tensa entre moradores. “O principal nessa questão é escutar com isenção”, explica.

Sobre liderança, a coach ensinou métodos para ter foco na ação. Vanessa chamou os síndicos para refletirem sobre como querem ser reconhecidos na função. “Qual memória queremos deixar dentro da nossa posição de liderança? Essa é uma boa pergunta. Não é só como gerenciar contas e conflitos, mas também é sobre o clima que vou ofertar”, destacou.

Ferramentas para gestão
O workshop contou com mais de 120 participantes vindos de vários pontos do estado como Timbó, Bombinhas, Joinville, Itapema, Balneário Camboriú, Rio do Sul, Criciúma, além da grande Florianópolis.

A síndica Ivone Tarini, que administra o edifício Biarritz, em Jurerê, afirmou que as informações trazidas no evento fizeram com que ela reavaliasse sua compreensão sobre mediação de conflitos. “Em casos mais difíceis, sei que posso contar com apoio de administradoras e advogados”, observou.

O síndico Bruno Hang Pereira, do Condomínio Campo Belo, no bairro Bucarein, em Joinville, se interessou principalmente pelas dicas de Vanessa Tobias de como tornar a assembleia mais dinâmica. “Vou trazer para o meu condomínio os ensinamentos de como tornar a reunião mais assertiva. Como ela disse, é planejamento para ter foco na ação. E também considerei interessante a ideia de limitar o tempo de cada um falar para evitar encontros muito extensos”, avalia Pereira.

Representando o Sindicato da Habitação de Florianópolis e Tubarão (Secovi) no evento, o diretor da Pereira Jorge Contabilidade, Walter João Jorge Júnior, lembrou que o síndico deve saber identificar a diferença entre conflitos entre vizinhos e os de condomínio. Jorge Júnior destacou que, como o consultor Oliveira informou, o conflito é coletivo quando mais de um reclama. Neste caso sim, o síndico tem o dever de buscar formas de intermediar, como a contratação de um mediador.

Das prestadoras de serviços presentes, o Grupo Embracon levou 13 colaboradores para o curso intensivo. Segundo o diretor João Machado, o que move a empresa a ser participativa nessas ações é a necessidade de sempre estar atualizado com os temas da área.

Para a diretora da Condominium Assessoria Contábil, Adriana dos Santos, os ensinamentos apresentados contribuem para uma mudança de postura e qualificação da forma de administrar um condomínio. “O doutor Cristiano explanou bastante sobre como lidar com conflitos e mostrou exemplos que acontecem no nosso dia a dia. A Vanessa apresentou métodos organizacionais interessantes, que vou levar para o meu trabalho em condomínios”, observou Adriana, da administradora localizada em Balneário Camboriú.

Dever cumprido
O evento, uma realização do Jornal dos Condomínios e Portal Condomínio SC, recebeu o patrocínio do Sindicato das Empresas de Segurança Privada de Santa Catarina (Sindesp) e Sindicato das Empresas de Asseio e Conservação de Santa Catarina (SEAC). Contou com o apoio das empresas Beleflex Impermeabilizações, SCOND – Sistema de Gestão Online para Condomínios, e das entidades: Instituto Catarinense de Educação Profissional (Icaeps), e Sindicato da Habitação (Secovi).

A diretora geral do Jornal dos Condomínios, Ângela Dal Molin, afirmou que o workshop superou as expectativas. “Viver em paz e harmonia é o que todos buscamos. O tema do evento foi muito bem recebido, pois fica mais fácil para os síndicos intermediarem as situações de conflito dentro do condomínio com um aprendizado específico que respalde suas ações”, afirma.

Ângela destaca o perfil dos participantes, que foi bem diversificado. “Empresas enviaram funcionários e síndicos clientes para capacitação. Condomínios investindo em seus síndicos lhes proporcionando um diferencial focado no aprendizado, e por fim, síndicos profissionais, administradores e advogados ampliando suas competências para prestar melhores serviços. Sem dúvida, o mercado de condomínios cresce a passos largos e eventos como esse acompanham essa evolução e fortificam o setor”.

Para o diretor executivo do Sindesp e do Seac, Evandro Linhares, também presidente do Conselho Catarinense de Administração (CRA/SC), as entidades cumpriram seu papel de incentivar temas de capacitação que agregam competência aos administradores. “A gente vem através do Jornal dos Condomínios e entidades, como o Secovi, buscar oferecer oportunidade de capacitação para síndicos se manterem sempre atualizados. É uma parceria que dá certo”, considerou Linhares sobre a participação expressiva de gestores condominiais no workshop. No evento, também foi realizado o lançamento do novo portal Condomínio SC (condominiosc.com.br).

 

Patrocínio:

SINDESP

  • Gostou do conteúdo? Indique a um amigo!




  • A-
  • A+
Enquete

Descreva como é a gestão no seu condomínio

Auto Gestão (Não tem auxilio de administradora/contabilidade) - 16.1%
Auto Gestão Assistida (Contrata serviços terceirizados de contabilidade) - 17%
Gestão com empresa administradora - 32.1%
Síndico Profissional (com administradora) - 27.7%
Síndico Profissional (sem administradora) - 5.4%
SELECT i.*, CASE WHEN i.modified = 0 THEN i.created ELSE i.modified END as lastChanged, c.name AS categoryname,c.id AS categoryid, c.alias AS categoryalias, c.params AS categoryparams, u.userName AS nomeColunista , u.image AS imgColunista , u.userID AS idColunista FROM #__k2_items as i RIGHT JOIN #__k2_categories c ON c.id = i.catid LEFT JOIN #__k2_users u ON u.userID = i.created_by WHERE i.published = 1 AND i.access IN(1,1,5) AND i.trash = 0 AND c.published = 1 AND c.trash = 0 AND ( i.publish_up = '0000-00-00 00:00:00' OR i.publish_up <= '2019-11-12 08:30:17' ) AND ( i.publish_down = '0000-00-00 00:00:00' OR i.publish_down >= '2019-11-12 08:30:17' ) AND i.catid=17 AND i.catid IN(17) OR i.id IN (SELECT itemID FROM #__k2_additional_categories WHERE catid IN(17 ) )  ORDER BY i.id DESC LIMIT 0 , 1
Acesse sua Administradora